gallery/festival de dança - cartaz3
REGULAMENTO DO I I FESTIVAL DE DANÇA MÉDIO DO SUDOESTE DA BAHIA

Artigo 1° – O FESTIVAL – APRESENTAÇÃO

A Mostra Competitiva do II Festival de Dança Médio do Sudoeste da Bahia será realizada em Itarantim, no Centro de Pastoral D. Celso José nos dias 28, 29 e 30 de abril de 2017, sob a Produção Executiva de Leandro Ferreira Nascimento. Só poderão participar do Festival, grupos residentes ou que tenham suas origens em municípios do Território Médio Sudoeste da Bahia (Caatiba, Firmino Alves, Ibicuí, Iguaí, Itambé, Itapetinga, Itororó, Macarani, Maiquinique, Nova Canaã, Potiraguá, Santa Cruz da Vitória e Itarantim).

 

Artigo 2°- OBJETIVO

O Festival de Dança do Território do Médio Sudoeste da Bahia tem como objetivo principal promover um evento democrático de ampla participação popular que incentive a prática da dança como expressão artística e contribuindo para a difusão cultural e desenvolvimento territorial.

 

Artigo 3° - ETAPAS DO FESTIVAL

O Festival será dividido em duas etapas:

 

3.1 –1ª ETAPA - DAS INSCRIÇÕES E SELEÇÃO

Para a pré-seleção, o responsável deverá encaminhar ficha de inscrição padrão devidamente preenchida, acompanhada dos itens abaixo:

- Link, contendo a integra a Coreografia identificada com o título;

- Fotocópia da carteira de identidade do responsável pela apresentação;

- Documento comprobatório da liberação da coreografia, ou declaração do(a) próprio(a) coreógrafo(a).

O período de inscrições para a pré-seleção acontecerá entre os dias 16 de março a 18 de abril de 2017.

Observações - Caso haja alguma alteração no elenco, informado na pré-seleção, o grupo deverá justificar por escrito a mudança feita em qualquer fase do processo, da seleção até a apresentação do grupo no festival;

- Caso esta comunicação não seja feita à Coordenação do evento, o grupo fica impedido de se apresentar.

 

3.2 – 2ª ETAPA - DAS APRESENTAÇÕES

O resultado da seleção para a segunda etapa será divulgado até 05 (cinco) dias após o prazo para inscrição na seleção, da seguinte forma:

- A relação dos trabalhos selecionados e os nomes dos grupos serão divulgados no Site oficial do projeto www.festivaldedancadosudoeste.com.br e por e-mail aos responsáveis pelos grupos participantes.

- Divulgada a seleção, o grupo deverá enviar a confirmação da sua participação à organização do II Festival de Dança Médio do Sudoeste Bahia.

- Serão selecionados até 13 (treze) grupos para a etapa final do festival.

- ETAPA FINAL (apresentações) acontecerá no dia 30 de março de 2017 com todos os grupos selecionados pela comissão julgadora.

 

Artigo 4° - DAS OBSERVAÇÕES TÉCNICAS:

1 - O número máximo de integrantes permitido para apresentação dos grupos serão de 08 (oito) e mínimo de 03 (três). Assim, esperamos contar com a participação do maior número de dançarinos, quer sejam profissionais, estudantes de dança ou amadores.

2- A ordem da apresentação dos grupos será definida mediante sorteio. Cada apresentação deve ser feita no tempo mínimo de 03 (três) minutos e no máximo de 08 (oito) minutos, qualquer um que exceder essa marca de tempo será desclassificado.

3 - No momento da inscrição, os grupos deverão apresentar uma mídia (CD ou Pen drive) contendo as músicas escolhidas para serem executadas durante a apresentação. Assim, haverá uma liberdade para que os dançarinos escolham o ritmo musical de sua preferência, como por exemplo: dança de rua, balé, dança de salão, forró-pé-de-serra, xóte, entre tantos outros.

4 - A base de iluminação cênica oferecida pela organização do festival será a mesma para todos os participantes. Qualquer complemento de material de iluminação cênica, tais como efeitos, estes, estarão sob a responsabilidade financeira da produção do próprio grupo.

5 - É obrigatório que o grupo informe, na ficha de inscrição da seleção, os elementos cênicos que serão utilizados na apresentação, sendo que não serão permitidas apresentações com:

- Crianças sem autorização dos responsáveis legais;

- Qualquer animal vivo;

- Água e fogo (permitido velas ou tochas com proteção), ou objetos que possam prejudicar ou danificar o palco ou atingir a plateia.

Caso o grupo utilize em sua apresentação algum material não informado, ele será automaticamente DESCLASSIFICADO.

6 - Cada grupo deverá ter um responsável, a quem compete:

- Estar presente junto ao controle de som e luz, no momento da apresentação;

- Acompanhar o grupo nos camarins e na entrada e saída de cena.

7 - A ocupação dos camarins estará sujeita às seguintes condições:

- Deverão ser desocupados logo após as apresentações, de modo a serem utilizados eventualmente pelo grupo subsequente;

- A ordem de entrada nos camarins seguirá a mesma ordem das coreografias;

- A Coordenação não se responsabilizará por objetos deixados nos camarins.

8 - As imagens dos grupos participantes poderão ser utilizadas a critério da Coordenação, para a divulgação do evento.

9 - Os participantes deverão garantir que seus trabalhos tenham classificação etária livre, sob pena, pois não serão aceitos trabalhos que propunham ou façam apologia a qualquer tipo de ato delituoso ou explore negativamente o preconceito, a pornografia e a intolerância, bem como aqueles que impliquem, ameacem ou danifiquem ao patrimônio publico, privado ou pessoas físicas e jurídicas.

10 - O tamanho do palco tem a seguinte medida: 9,6 (nove por seis) por 4,4 (quatro por quatro) metros.

11 - O grupo terá até 04 (quatro) minutos para organizar o cenário. Se ultrapassar este tempo perderá 0,5 pontos a cada minuto.

 

 

Artigo 5° - DA COMISSÃO E JULGAMENTO

5.1 - Os trabalhos coreográficos competitivos serão analisados por uma comissão julgadora, composta por profissionais qualificados na área da dança, amadores ou produtores culturais avaliando a criatividade, desempenho, figurino, coreografia, ritmo, harmonia e postura de palco. Os componentes do Júri não deverão ter qualquer comprometimento profissional direto com escolas, academias ou grupos que se apresentarem no evento. Avaliação será anunciada pela comissão julgadora em notas de 05 (cinco) a 10 (dez) pontos, esclarecendo que serão admitidas notas fracionárias 9.1, 9.2, 9.5 etc.

5.2 - Para a pré-seleção será analisado também os critérios mencionados acima e a localidade do grupo (dando oportunidade ao maior numero de municípios).

 

Artigo 6º – DO RECONHECIMENTO DE PALCO:

- O Reconhecimento de palco para as apresentações ocorrerão no palco do evento.

- O horário do Reconhecimento de palco e das apresentações será elaborado pela organização e divulgado aos responsáveis pelos grupos participantes.

 

Artigo 7° - PREMIAÇÃO

A comissão julgadora, formada por 05 (cinco) jurados, premiará com troféus e prêmio em dinheiro os 05 (cinco) melhores classificados, também melhor dançarino e dançarina.

 

- OS PRÊMIOS SE DIFERENCIARÃO DE ACORDO COM CLASSIFICAÇÃO, SENDO:

(1º LUGAR): R$ 2.000,00

(2º LUGAR): R$ 1.000,00

(3º LUGAR): R$ 800,00

(4º LUGAR): R$ 600,00

(5º LUGAR): R$ 500,00

- MELHOR DANÇARINO E DANÇARINA: R$ 300,00 REAIS CADA.

- A divulgação dos vencedores, as notas, comentários dos jurados, certificados e premiação será feita no mesmo dia após a finalização das apresentações.

 

Artigo 8° - DAS OFICINAS:

Os dançarinos dos grupos participantes do festival também poderão participar das Oficinas de Formação de Capoeira, Hip Hop e Dança Contemporânea. A ficha de inscrição estará disponível no site www.festivaldedancadosudoeste.com.br, assim poderão participar crianças (com autorização), adolescentes, jovens e adultos de todas as cidades pertencentes ao Território Médio Sudoeste da Bahia.

 

Artigo 09° - ALOJAMENTO E ALIMENTAÇÃO

1 - Os participantes das cidades do Território poderão solicitar reserva de alojamento no momento da inscrição (para o Festival e as Oficinas). Assim, serão de responsabilidade de cada grupo materiais como colchonetes, cobertores, de higiene pessoal e demais apetrechos necessários.

2 - Serão oferecidos os serviços de segurança e limpeza nas áreas de espaços coletivos, ficando a manutenção das salas por conta dos grupos alojados.

3 - Os participantes das oficinas do festival terão direito a lanche pela manhã, almoço e Jantar durante o evento.

 

Artigo 10° - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

1 - Os casos omissos nesse regulamento serão resolvidos pela coordenação do evento.

2 - As eventuais dúvidas existentes sobre este Regulamento ou sobre a mecânica deste evento poderão ser esclarecidas pelo Site www.festivaldedancadosudoeste.com.br e pelo telefone 73 98133 7164.

3 - O uso do crachá pelos dançarinos e comissão organizadora será obrigatório durante o evento.

 

 

Link do REGULAMENTO:  CLIQUE AQUI

 

 

 

Itarantim – BA, 13 de março 2017

Leandro Ferreira

Produtor Executivo